Turbantes

O turbante consiste em uma grande tira de pano de até 45 metros de comprimento enrolada sobre a cabeça, e de uso muito comum no Oriente Médio, principalmente entre os muçulmanos. 

A origem do turbante é desconhecida, mas sabe-se que já era usado no Oriente muito antes do surgimento do islamismo. 

As inúmeras formas de amarrar o turbante representam uma espécie de linguagem popular, podendo indicar a posição social, a tribo a que a pessoa pertence e até mesmo o seu humor naquele momento [1]. O uso mais intensivo do turbante se estende por toda a Ásia e pela África. 

Os sikhs, que não são nem muçulmanos e nem árabes, constituem a maioria das pessoas que usam turbantes no mundo ocidental. 

Uso feminino dos turbantes

Os turbantes também são usados pelas mulheres ocidentais, como um acessório de moda. Na década de 1960 eles foram bem populares, mas não eram amarrados da mesma forma que os dos homens, presos à frente da cabeça. Usando longos lenços, elas primeiro amarravam as pontas à frente da cabeça e, a seguir, passando as pontas pela testa, as prendiam na nuca. 


Lenços

Um lenço é um pedaço de pano quadrado, geralmente carregado no bolso ou como função de acessório decorativo para cabeça, podem ser coloridos e usados em harmonia com a roupa. Servem para enfeitar a cabeça prendendo os cabelos ou de alguém que perdeu os cabelos devido ao câncer, ou outras doenças.

Turbante

Turbante Bege + Tiara de Argola na cor desejada

Turbante na cor desejada com viés em Onça Larga